Genetically modified organisms in Pope Francis’ conception of integral ecology

  • Guilherme Borba Neumann PUC - Rio
  • Bruno Pinto de Albuquerque PUC - Rio

Resumo

Este artigo explora a questão dos Organismos Geneticamente Modificados, tanto na abordagem sócio-ecológica quanto na ético-teológica. Concentrando-se na visão do Papa Francisco de ecologia integral, atesta que a manipulação genética por si mesma não é condenada, mas a pesquisa científica revela que pode não ser uma solução sustentável. Considerações éticas exigem investigações mais profundas sobre alternativas antes que decisões comerciais sejam tomadas.
Palavras-chave: Organismos Geneticamente Modificados (OGMs); Ecologia Integral; Igreja Católica; Papa Francisco; Carta Encíclica Laudato Si’.


Abstract:

This article explores the issue of Genetically Modified Organisms (GMOs) both in the socio-ecological and the ethical-theological approaches. Concentrating on Pope Francis’ view of integral ecology, it testifies that genetic manipulation by itself is not condemned, but scientific research reveals they are not a sustainable solution. Ethical considerations require deeper investigations on alternatives before any commercial decisions are made.
Keywords: Genetically Modified Organisms (GMOs); Integral Ecology; Catholic Church; Pope Francis; Encyclical Letter Laudato Si’.

Publicado
Jul 31, 2018
Como Citar
NEUMANN, Guilherme Borba; ALBUQUERQUE, Bruno Pinto de. Genetically modified organisms in Pope Francis’ conception of integral ecology. Dignidade Re-Vista, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 19-34, july 2018. ISSN 2525-698X. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/dignidaderevista/article/view/626>. Acesso em: 19 june 2019.