Pensando a interseccionalidade a partir da vida e morte de Marielle Franco

  • Sérgio Henrique Teixeira PUC-Rio
  • Maria Helena Zamora PUC-Rio

Resumo

A interseccionalidade é uma ferramenta analítica que favoreçe a percepção dos margeamentos e sobreposições de situações de opressão, por conta da condição humana quanto ao gênero, cor, classe social e orientação sexual, discriminadas na sociedade sexista, racista e classista. Marielle teve uma experiência interseccional e militava de forma integral  como mulher, negra, pobre e com uma relação homoafetiva.

Publicado
Jul 31, 2019
Como Citar
TEIXEIRA, Sérgio Henrique; ZAMORA, Maria Helena. Pensando a interseccionalidade a partir da vida e morte de Marielle Franco. Dignidade Re-Vista, [S.l.], v. 4, n. 7, p. 139-153, july 2019. ISSN 2525-698X. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/dignidaderevista/article/view/938>. Acesso em: 21 nov. 2019.