Transformações do pensamento cinematográfico independente brasileiro

Uma investigação preliminar

  • Alfredo Suppia Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Cristina Couto Melo Universidade Estadual de Campinas

Resumo

 Este artigo propõe discutir as particularidades, continuidades e rupturas do pensamento cinematográfico independente no Brasil. Apesar de se referir principalmente a um modo de produção cinematográfico alternativo ao modelo do cinema industrial, o termo cinema independente não raro se refere a propostas estéticas e de produção, comercialização e exibição que variam ao longo do desenvolvimento da atividade no Brasil, apresentando maneiras diversas de relação com o Estado e com sua própria antítese, o cinema industrial. Ao analisarmos o cinema independente nacional como uma estratégia de afirmação em oposição ao mainstream e ao domínio do mercado cinematográfico pelas produções de caráter industrial, nota-se a necessidade de reflexão sobre essa categoria através dessas articulações, assumindo sua complexidade e afirmando sua importância na história do cinema brasileiro.

Publicado
Jun 28, 2019
Como Citar
SUPPIA, Alfredo; MELO, Maria Cristina Couto. Transformações do pensamento cinematográfico independente brasileiro. Revista Alceu, [S.l.], v. 20, n. 38, p. 49-66, june 2019. ISSN 2175-7402. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaalceu/article/view/714>. Acesso em: 21 nov. 2019.
Seção
Artigos