Rio de Janeiro paradigma da beleza e do caos

  • Luiz Fernando Janot Professor de Arquitetura e Urbanismo | FAU | UFRJ

Resumo

RESUMO
Ao longo da história, as cidades incorporaram ao seu contexto urbano uma influência expressiva das correntes migratórias. Entre as cidades brasileiras, o Rio foi quem melhor refletiu a miscigenação racial e cultural ao acolher migrantes estrangeiros e de outros estados em busca de trabalho. A falta de recursos da classe operária a levou a ocuparem morros, margens de rios e outras áreas devolutas da cidade para erguer sua moradia. Viver em comunidades desprovidas de urbanização e de saneamento básico revela o desprezo do poder público em relação às camadas mais pobres da população. Este artigo pretende fazer uma reflexão sobre essa e outras questões relacionadas ao desenvolvimento urbano do Rio para nivelar a qualidade de vida na cidade.
Palavras-chave: migrações, cidades, Rio de Janeiro, ocupação urbana, informalidade


ABSTRACT
Throughout history, cities have incorporated into their urban context a significant influence of migratory currents. Among Brazilian cities, Rio best reflected racial and cultural miscegenation in welcoming foreign migrants from other states in search of work. The lack of working-class resources led her to occupy hills, river banks, and other vacant areas of the city to raise her dwelling. Living in communities without urbanization and basic sanitation reveals the contempt of the public power towards the poorest sections of the population. This article aims to reflect on this and other issues related to urban development in Rio to level the quality of life in the city.
Key-Words: migrations, cities, Rio de Janeiro, urban ocupation, informality

Publicado
Nov 25, 2019
Como Citar
JANOT, Luiz Fernando. Rio de Janeiro paradigma da beleza e do caos. Revista Prumo, [S.l.], v. 4, n. 6, nov. 2019. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/1186>. Acesso em: 22 jan. 2020. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v4i6.1186.