A razão agoniza em uma casa vazia:

modernismo arquitetônico no filme O Desafio

  • Carlos Eduardo Pinto Professor do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UERJ e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em História da UERJ.

Resumo

O filme O desafio, dirigido por Paulo César Saraceni em 1965, é um marco do Cinema Novo brasileiro. Considerada a primeira obra cinematográfica a tratar abertamente do Golpe civil-militar de 1964, também inaugurou uma linhagem de filmes cariocas intimistas, empenhados em realizar leituras que ultrapassassem a representação da cidade por meio de imagens de cartão-postal. A película dedica atenção especial aos cenários, sobretudo às casas e apartamentos, definindo os contornos políticos e psicológicos dos personagens por meio de sua interação com os ambientes. O artigo se estrutura sobre a apreensão do impacto causado por essa nova forma de representação urbana e se completa com a análise de duas sequências, em que uma casa modernista quase vazia é contraposta a uma pensão incendiada, em ruínas. Enquanto os contornos dos cenários definem os conflitos dos protagonistas, as ações desenroladas em cada ambiente agregam sentido à arquitetura.
Palavras-chave: arquitetura modernista, Cinema Novo, O desafio


ABSTRACT
Paulo César Saraceni’s The dare (1965) is a milestone of the Brazilian Cinema Novo. Considered the first cinematographic movie to openly address the 1964 civil-military coup, it also inaugurated a lineage of intimate Rio films, committed to reading beyond the representation of the city through postcard images. The film pays special attention to the scenarios, especially houses and apartments, defining the political and psychological contours of the characters through their interaction with the environments. In this article I make explicit the impact caused by this new form of urban representation and, finally, I make the analysis of two sequences, in which an almost empty modernist house is set against a burning, ruined pension. The aim is to demonstrate that, while the contours of these scenarios define the protagonists’ conflicts, the actions taken in each environment add meaning to the architecture.
Key-Words: modernist architecture, New Cinema, The dare

Publicado
Mar 9, 2020
Como Citar
PINTO, Carlos Eduardo. A razão agoniza em uma casa vazia:. Revista Prumo, [S.l.], v. 5, n. 8, mar. 2020. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/1243>. Acesso em: 30 may 2020. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v0i8.1243.
Seção
Artigos