Entrevista: Fernanda Arêas Peixoto e Maria Alice Rezende de Carvalho

Concedida a Fernando Espósito em 08 de julho de 2016

  • Fernando Espósito, Dr. PUC-Rio

Resumo

O livro Ciudades Sudamericanas como Arenas Culturales, organizado pelo arquiteto Adrián Gorelik e pela antropóloga Fernanda Arêas Peixoto, através de diversos olhares sobre a vida cultural urbana em diferentes cidades da América do Sul, discute acerca da cidade como lugar de germinação de tendências artísticas, projetos intelectuais e disputas político-ideológicas. O livro é apresentado através de uma entrevista com Fernanda Arêas Peixoto, organizadora e uma das autoras, e com a socióloga Maria Alice Rezende de Carvalho, também autora. Trata-se de lançar múltiplas perspectivas sobre a vida urbana no sul do continente através de episódios de diferentes cidades, entre o final do século XIX e início do XXI. São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Recife, Montevidéu, Santiago do Chile, entre outras, são observadas por meio de recortes variados, alguns relacionados a um lugar, como uma rua ou um bairro, e outros relacionados à produção cultural propriamente dita, como obras teatrais e televisivas, por exemplo. As cenas e os laboratórios urbanos oferecidos por cada um dos ensaios funcionam como espécies de dispositivos de observação capazes de aproximar o leitor às muitas camadas que compõem a cidade.


Palavras-chave: arenas culturais; vida urbana; produção cultural.


The book Ciudades Sudamericanas como Arenas Culturales (South American Cities as cultural rings), organized by the architect Adrián Gorelik and the anthropologist Fernanda Arêas Peixoto, through many perspectives on urban cultural life in different cities of South America, discusses the city as a place of the germination of artistic tendencies, intellectual projects and political-ideological disputes. The book is presented through an interview with Fernanda Arêas Peixoto, organizer and one of the authors, and the sociologist Maria Alice Rezende de Carvalho, also an author. It is about launching multiple perspectives on urban life in the south of the continent through episodes of different cities, between the late nineteenth and early twenty-first. São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Recife, Montevideo, Santiago de Chile, among others, are observed through different clippings, some related to a place, as a street or a neighborhood, and others related to cultural production itself, as theatrical and television plays. The scenes and urban laboratories offered by each of the essays function as species of observation devices capable of bringing the reader closer to the many layers that constitutes the city.


Keywords: cultural rings; urban life; cultural production.

Publicado
Jun 18, 2017
Como Citar
ESPÓSITO, Fernando. Entrevista: Fernanda Arêas Peixoto e Maria Alice Rezende de Carvalho. Revista Prumo, [S.l.], v. 2, n. 3, june 2017. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/317>. Acesso em: 23 nov. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v2i3.317.