Zócalo

  • Tomas Camillis Departamento de Arquitetura e Urbanismo DAU | PUC-Rio

Resumo

O ensaio intitulado Zócalo nasce como parte de um trabalho de conclusão no curso de arquitetura da PUC Rio. Aqui ele encontra, talvez, a sua gênesis. Quais são as responsabilidades e deveres que moldam um trabalho de conclusão de um curso de arquitetura na cidade do Rio de Janeiro, que sistematicamente vem flagelando o seu passado? O ensaio, portanto, se usa de uma narrativa histórico-fictícia para abordar uma gama de questões - articuladas através dos estudos teóricos de uma série de autores - que se desdobram a partir de uma reflexão inicial: o que significa, esteticamente, para o ser humano perceber a fugacidade do seu corpo-humano em contraste à aparente solidez e resiliência do corpo-arquitetura? Que tipos de questionamentos surgem dessa lucidez em relação à como a passagem do tempo toca de maneiras diferentes os diferentes corpos que por ela são moldados, e de que formas isso altera a nossa realidade? O ensaio articula a narrativa do encontro entre duas personagens históricas: o conquistador espanhol Hernán Cortés e o imperador asteca Montezuma, e de como as suas perso-nalidades se materializaram e resistiram - ou não - à passagem do tempo através de duas obras arquitetônicas, ambas localizadas na praça de Zócalo, Cidade do México: a Catedral Metropolitana da Cidade do México, e as ruínas do Templo Mayor.


Palavras-chave: Zócalo, Cidade do México, Templo Mayor.

Publicado
Oct 31, 2018
Como Citar
CAMILLIS, Tomas. Zócalo. Revista Prumo, [S.l.], v. 3, n. 4, p. 15, oct. 2018. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/781>. Acesso em: 09 dec. 2018.
Seção
Ensaio