Pensando a Perspectiva Linear Para Além da Narrativa Eurocêntrica

  • Vanessa Gonçalves de Almeida Rosa Universidade Anhembi Morumbi

Resumo

O artigo traz um questionamento sobre a narrativa mais difundida, sobre o desenvolvimento do método representacional chamado perspectiva linear. Contrapõe-se a leitura de Erwin Panofsky com as teses de Hans Belting e George Saliba, para quem a influência da ciência árabe teria sido fundamental para o Renascimento italiano.
Belting busca comprovar que princípios matemáticos de uma cultura, no caso a particularidade da ótica árabe, podem ser reinterpretados em outra cultura de forma a gerar algo inédito para ambas, exemplificando pela matematização do espaço e dos raios de luz implícita na perspectiva linear. O artigo defende a importância de combinar estudos de História e Teoria da Arte com a História da Ciência.


Palavras-chave: Perspectiva linear; Ótica; História da Ciência; História da Arte.

Publicado
Dec 14, 2018
Como Citar
ROSA, Vanessa Gonçalves de Almeida. Pensando a Perspectiva Linear Para Além da Narrativa Eurocêntrica. Revista Prumo, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 13, dec. 2018. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/829>. Acesso em: 21 nov. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v3i5.829.