Projeto Por Efeito

Fotografias de Modelos Físicos e a Construção da Imagem como Concepção do Projeto

  • Pedro Engel Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (FAU-UFRJ)

Resumo

Em diversos estúdios de escolas suíças de arquitetura, maquetes de grandes dimensões são fotografadas do ponto de vista do observador e em condições naturais de iluminação para gerar imagens que cativam o olhar por suas qualidades atmosféricas. As fotografias de modelos físicos empregadas atualmente no curso de arquitetura do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, a ETH Zurique, se inserem em uma tradição didática de mais de trinta anos que privilegia a imagem realista como meio para conhecer a arquitetura e pensar o projeto. Esta tradição está associada a um conjunto posturas que incluem a valorização da história como um repertório vivo de soluções, o apreço pela expressão visual da arquitetura e suas qualidades materiais e a busca pela produção de atmosferas significativas e adequadas a seu lugar e propósito. Este texto pretende discutir o papel das fotografias de modelos físicos enquanto dispositivos didáticos e pensar sua contribuição na articulação destes valores no ensino de projeto. Partindo de um estudo sobre práticas pedagógicas na cátedra Caruso, estúdio de projeto avançado da ETH Zurique, o artigo defende a hipótese de que isso é possível pela combinação de dois fatores: o controle das qualidades da imagem e o seu emprego como gerador primário da concepção.


Palavras-chave: Imagem; Ensino de Projeto; Fotografia; Modelos; Atmosferas.

Publicado
Dec 14, 2018
Como Citar
ENGEL, Pedro. Projeto Por Efeito. Revista Prumo, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 22, dec. 2018. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/837>. Acesso em: 23 oct. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v3i5.837.