Potencial artístico e educacional da memória subversiva da cidade

  • Mariana Lydia Bertoche Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

O presente artigo traça relações entre três objetos de análise: alguns trabalhos da série fotográfica Buena Memória do argentino Marcelo Brodsky, o Memorial da Resistência de São Paulo e o Ocupa DOPS no Rio de Janeiro; evidenciando a importância de se haver espaços institucionais que promovam exposições com produções artísticas voltadas para a memória na capital fluminense. O texto analisa a fotografia “La Clase” e sua “Puente de la Memória” com a cidade de Buenos Aires, relacionando suas reflexões com o histórico e o potencial desses dois lugares de memória no Brasil como possíveis espaços de uma narrativa arte-educacional não hegemônica e libertadora. 


ABSTRACT


The present article traces relations between three objects of analysis: some works from the photographic series “Buena Memória” by the Argentinian Marcelo Brodsky, the Memorial da Resistencia de São Paulo and the Ocupa DOPS movement in Rio de Janeiro; evidencing the importance of having institutional spaces which promote exhibitions with artistic productions about memory in the Fluminense capital. The text analyses the photograph “La Clase” and its “Puente de La Memória” with the city of Buenos Aires, relating its reflections with the history and potential of these two places of memory in Brazil as possible spaces of an art educational non-hegemonic and freeing narrative.

Publicado
Nov 19, 2019
Como Citar
LYDIA BERTOCHE, Mariana. Potencial artístico e educacional da memória subversiva da cidade. Revista Prumo, [S.l.], v. 4, n. 7, p. 166-181, nov. 2019. ISSN 2446-7340. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaprumo/article/view/975>. Acesso em: 09 dec. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.24168/revistaprumo.v4i7.975.