Notícias

Edição atual

v. 3 n. 5 (2018): Olhares universitários sobre a Laudato Si'

A atualidade expressa um momento único em que, por um lado, a humanidade se desenvolveu criando um arcabouço técnico-científico sem precedentes e, por outro, este crescimento ocorreu de forma desigual, criando milhões de excluídos à margem dos benefícios tecnológicos existentes. Esta contradição se espelha em nossa Terra Comum através da interferência nos sutis mecanismos que regem a dinâmica da vida.

Ações locais geram a produção ingovernável de lixo, poluição generalizada no ar, na água e na terra. Opções energéticas globais geram subprodutos que, no seu conjunto, identificam a atualidade como uma nova era denominada Antropoceno, dinamizada pelas mudanças climáticas decorrentes das ações desconectadas da humanidade.

A Encíclica Laudato Si’ aprofunda esta percepção, estabelecendo a relação indissociável entre as questões ambientais e sociais, se fundamentando no conceito multiescalar da ecologia integral em que as ações individuais e coletivas devem propiciar desenvolvimento equânime integrado com os limites biofísicos do nosso planeta.

A universidade, no seu contexto especializado, responsável por transmitir conhecimento e valores, bem como desenvolver visões que possam contribuir para o desenvolvimento humano, encontra na Laudato Si’ um norte ético, sólido e consistente, permitindo que diferentes inciativas de ensino e pesquisa se permeiem, baseados na interdisciplinaridade e no conjunto que expressa o conceito da ecologia integral. A integração do conhecimento na universidade não é uma questão simples, considerando o alto nível de especialização das disciplinas. A inserção de questões transversais proposta na Laudato Si’ é um caminho claro no desenvolvimento de conhecimentos integrados, sistêmicos e democráticos, em que as pesquisas e o pensar devem estar em sincronia.

A Dignidade Re-Vista, nesta edição, “Olhares Universitários sobre a Laudato Si’”, mostra de forma clara o potencial desse horizonte, apresentando onze artigos que tratam da questão em si e de seus desdobramentos.

 Na escala conceitual, seis artigos tratam de temáticas expressas na Laudato Si’: “Analisando a Carta Encíclica Laudato Si’”, “Considerações do humano e do ambiental no contexto antropocêntrico moderno”, “Ainda temos tempo de cuidar de nossa casa”, “Círculo vicioso – o bem comum ameaçado pelo excesso de lixo”, “Genetically modified organisms” e “Influência dos meios de comunicação na massificação do consumo e os impactos na sociedade”.

Cinco artigos focaram a Laudato Si’ diretamente relacionada à Universidade ou em técnicas específicas que contribuem para a preservação de Nossa Casa Comum:Laudato Si’ a luz em nossa Universidade”, “Indicadores de Sustentabilidade em Instituições de Ensino Superior”, “Cadeia reversa do óleo de cozinha residual: o papel do Ponto de Entrega Voluntária”, “Sustentabilidade de dentro para fora: as pessoas também são a nossa casa comum” e “Reaproveitamento da água dos aparelhos de ar-condicionado”.

Esses onze artigos compõem diferentes percepções, originárias de diferentes especialidades do conhecimento, que se alinham e se articulam, construindo partes de um todo sistêmico e sustentável nas perspectivas sociais, culturais, econômicas e ambientais, como solidificado no conceito de ecologia integral expresso na Laudato Si’.

Assim, esta edição corrobora o compromisso que a Dignidade Re-Vista e o Nima mantêm com a reflexão e produção da escrita científica, pelos estudantes universitários da PUC-Rio, sobre as ações propostas pelo papa Francisco na encíclica Laudato Si’.  E solidificamos nossa parceria estimulando, em especial, a primeira experiência destes estudantes com a produção científica. 

 

Prof. Luiz Felipe Guanaes Rego

Diretor do NIMA

 

Publicado: 2018-07-31
Ver Todas as Edições