Conferência de Medellín e a paz como denúncia das injustiças no continente latino-americano

  • Pedro Luiz Amorim Pereira PUC-SP

Resumo

Os acontecimentos que cercaram a Segunda Conferência do Episcopado Latino-Americano em Medellín, revelam muito sobre a redação do próprio documento. Em um continente cujas principais nações eram governadas por regimes autoritários que maquiavam as grandes desigualdades sociais, os bispos de reunidos em Medellín mostraram por meio de um impactante texto, o quanto estavam inseridos na realidade dos povos mais simples. O presente artigo busca fazer um comparativo entre o capítulo da Paz no texto de Medellín e as realidades presentes em três grandes países do continente (Brasil, Argentina e Paraguai). A política autoritária e a grande discrepância social são denunciadas no texto que tomou por base a Populorum Progressio de Paulo VI e o movimento transformador proveniente do Concílio Vaticano II. Dados políticos e econômicos alheios ao ambiente da teologia colaboram na percepção da capacidade de análise de conjunturas relacionadas as situações nas quais a própria Igreja Católica estava inserida.

Publicado
Jul 31, 2020
Como Citar
PEREIRA, Pedro Luiz Amorim. Conferência de Medellín e a paz como denúncia das injustiças no continente latino-americano. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 112-132, july 2020. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1112>. Acesso em: 20 sep. 2020. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2020v3n5p112.
Seção
Artigos do dossiê