Misericórdia

uma expressão do amor entranhado de Deus. Uma leitura linguística e teológica de Lc 7,11-17

  • Waldecir Gonzaga PUC-Rio
  • Victor Silva Almeida Filho PUC-Rio

Resumo

Este estudo é uma análise do relato de Lc 7,11-17, mais conhecido como a ressurreição do filho da viúva de Naim, que possui uma função literária no conjunto do relato lucano, completando a resposta aos mensageiros enviados por João Batista sobre a identidade de Jesus. Para demonstrar isso, Lucas emprega o verbo grego σπλαγχνίζομαι, indicando estar “movido de compaixão” para com uma mulher viúva que se encontrava em situação de vulnerabilidade. O artigo apresenta a raiz semântica e suas duas outras ocorrências no Evangelho lucano. A análise valoriza o estudo diacrônico, fazendo uma interface com os estudos sincrônicos e análises intertextuais. Ao empregar o verbo σπλαγχνίζομαι, o autor o faz de modo consciente e coerente para com os que se encontram em situação de fragilidade, o que demonstra um estilo narrativo próprio.

Publicado
Dec 28, 2020
Como Citar
GONZAGA, Waldecir; ALMEIDA FILHO, Victor Silva. Misericórdia. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 3, n. 6, p. 285-312, dec. 2020. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1232>. Acesso em: 23 jan. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.46859/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2020v3n6p285.