O papel da sexualidade na família moderna, frente aos valores cristãos

  • Alison Humberto Furlan Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Resumo

O corpo alheio é um obstáculo ou uma ponte; é preciso ultrapassá-lo. Só se deve ultrapassar pelo amor ao outro, criando assim, relações saudáveis. Verifica-se que o cristianismo busca, porém, não de forma homogênea, orientar seus fiéis e a sociedade em geral nos aspectos de conflito entre fé cristã e a modernidade. Um destes conflitos se encontra na sexualidade que se acredita haver valores imprescindíveis. Analisando alguns escritores na área da sexualidade, bem como alguns documentos da tradição Católica Romana, busca-se discutir como a fé responde às questões de sexualidade e das uniões conjugais, e como a pastoral vem se atualizando aos sinais dos tempos, sem deixar de ser evangélica. Portanto, a sexualidade é um componente fundamental da personalidade, um modo de ser, de se manifestar, de se comunicar com os outros, de sentir, de expressar, de viver o amor humano e realizar o próprio sentido de existir; deve ser integrada e, acima de tudo, vivida com maturidade e aceitação. Só assim teremos relações mais sadias, que ajudem na construção de uma sociedade mais justa, e que desenvolva uma pastoral familiar mais inclusiva, integrando os fiéis nas comunidades cristãs.

Publicado
Dec 30, 2021
Como Citar
FURLAN, Alison Humberto. O papel da sexualidade na família moderna, frente aos valores cristãos. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 4, n. 8, p. 280-297, dec. 2021. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1316>. Acesso em: 17 may 2022. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2021v4n8p280.
Seção
Artigos do dossiê