Santo Daime

experimentando um cristianismo xamânico

  • Amanda Juliane Vicentini Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Resumo

O artigo apresenta algumas reflexões sobre como a Doutrina do Santo Daime incorpora no seu eixo doutrinário fundamentalmente elementos do xamanismo amazônico e do cristianismo popular. Essa doutrina fundada por Raimundo Irineu Serra em 1930, no interior do Acre, faz uso da ayahuasca, uma bebida considerada sagrada usada há milhares de anos pelos povos indígenas da região da floresta amazônica.  A ayahuasca quando usada em contexto indígena sempre exerceu a função de proporcionar contato com o mundo espiritual, além de apresentar grandes propriedades curativas. O Santo Daime inaugura uma nova forma do consumo da bebida xamânica, agora orientado pelos valores éticos e simbólicos do cristianismo, mas garantindo experiências essencialmente xamânicas como os ritos de passagem, os vôos xamânicos e a cura. Além disso, compreendemos que o Santo Daime também pode desenvolver importantes e produtivos diálogos entre cristianismo e xamanismo; e a ayahuasca como um enteógeno, pode servir como notável elemento para novas e pioneiras hermenêuticas teológicas.

Publicado
Aug 31, 2021
Como Citar
VICENTINI, Amanda Juliane. Santo Daime. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 4, n. 7, p. 172-183, aug. 2021. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1346>. Acesso em: 24 sep. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2021v4n7p172.
Seção
Artigos em temas diversos