A Fé na modernidade conectada

  • João Eduardo Lamim Universidade da Região de Joinville

Resumo

A realidade atual é fortemente marcada pela lógica da instantaneidade das coisas e rapidez das relações. Zygmunt Bauman conceitua tais características pela expressão “liquidez”, que denota uma sociedade fugaz e volátil. O jornalista Matthew D’Ancona traz à tona um conceito novo, “pós-verdade”, que manifesta uma construção individual da verdade que, por consequência, legitima uma sociedade fragmentada. As redes sociais são o meio pelos quais tais características se mostram mais fortemente. Apesar de estar inserido em uma realidade por vezes contraditória e desafiadora, o cristão é chamado a encontrar, nas brechas da História, oportunidades para que a ação pastoral da Igreja encontre relevância e lugar de diálogo e ponte para que o Reino de Deus se estenda sobre o mundo e as escolhas de cada ser humano. A partir da opção pastoral de Francisco a Igreja encontra elementos importantes para a concretização da “cultura do encontro” que, a partir do ambiente digital, constrói “pontes” de comunhão e fraternidade.

Publicado
Dec 30, 2021
Como Citar
LAMIM, João Eduardo. A Fé na modernidade conectada. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 4, n. 8, p. 334-355, dec. 2021. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1399>. Acesso em: 18 may 2022. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2021v4n8p334.
Seção
Artigos do dossiê