Pós-Deus

Cristianismo e hermenêutica no pensamento de Gianni Vattimo

Resumo

Objetivamos neste artigo apresentar Deus conforme a designação da hermenêutica niilista de Gianni Vattimo, para superar o Deus da “metafísica objetivista” e designar um movimento de amizade de Deus com a humanidade, presente na convivência fraterna entre os seres humanos. Esse objetivo se justifica no fato de o filósofo italiano propiciar o pensar sobre Deus na pós-modernidade a partir da sentença nietzscheniana da “morte de Deus” e do projeto heideggeriano de “superação da metafísica”, trazendo à tona uma concepção de um Deus cristão que emerge da experiência histórica da presença caritativa ou amorosa de Deus na história humana. Para atingir esse objetivo, tomamos algumas obras do mencionado filósofo italiano e apresentamos os conceitos de pensiero debole e de pós-modernidade, expomos a “Idade do Espírito” como uma idade da liberdade, em que o cristianismo se liberta das amarras arbitrárias, dogmatistas e moralistas para ser um cristianismo concentrado na caritas, movimentando-se em torno dela. Em seguida, descrevemos analiticamente o “Deus ornamento”, de vertente estética e teor poético, que busca explicitar a sua elevação desde a elevação do humanum.

Publicado
Dec 30, 2021
Como Citar
LOPES GONÇALVES, Paulo Sérgio; SOUTO, Felipe de Queiroz. Pós-Deus. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 4, n. 8, p. 194-212, dec. 2021. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1546>. Acesso em: 08 dec. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2021v4n8p194.
Seção
Artigos do dossiê