Escatologia e Messianismo em Is 8,23–9,6

  • Doaldo Ferreira Belem PUC Rio

Resumo

O presente trabalho objetiva analisar o caráter messiânico e escatológico na perícope de Is 8,23–9,6. Utilizando o Método Histórico-Crítico e uma definição do conceito de messianismo e escatologia, observa-se muitos elementos escatológicos tais como: esperança por um dia de glória e salvação para Israel; um rei davídico ideal com um novo reino que ultrapassa os limites judaítas; ação efetuada somente por Deus, com sua intervenção na história e exercício do juízo; o fim relativo da história, com a distinção clara de duas épocas e um novo início; o aspecto da definitividade e a profunda relação com a história. Entretanto, falta o aspecto futuro, predominando o passado: portanto, o texto não é escatológico. Quanto ao messianismo, apesar da ausência de títulos messiânicos, Is 8,23–9,6 expressa a esperança de uma modificação radical a partir de um personagem histórico e concreto que ascenda ao trono. Seguramente, o menino descrito na perícope nos é apresentado como o cumprimento último do sinal do Emanuel, e, portanto, um personagem claramente messiânico.

Publicado
Jul 29, 2019
Como Citar
BELEM, Doaldo Ferreira. Escatologia e Messianismo em Is 8,23–9,6. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 34-47, july 2019. ISSN 2595-9409. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/847>. Acesso em: 23 oct. 2019.
Seção
Artigos