• v. 2 n. 1 (2019)

    Iniciamos o segundo ano da revista Pesquisas em Teologia. A revista está dedicada a difundir a pesquisa teológica de autoria discente ou em co-autoria com docentes e pesquisadores relativa à Área de Ciências da Religião e Teologia da Capes. Oferecendo, desse modo, aos discentes da Área Ciências da Religião e Teologia, a possibilidade de divulgar os resultados de suas pesquisas.

    Neste primeiro fascículo apresentamos seis artigos. Cinco deles versam, principalmente, sobre temas de teologia sistemático-pastoral, uma importante área de estudo da religião no cenário atual. Um é dedicado à exegese bíblica de um texto da literatura isaiana.

    O primeiro artigo é da autoria do mestrando Thadeu Lopes Marques de Oliveira do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Intitulado “O estatuto performativo das palavras da revelação da fé na filosofia de Jean Ladrière: sua importância para a fé e para a teologia”, o artigo pretende mostrar alguns aspectos da reflexão filosófica de Jean Ladrière e sua articulação com a experiência da fé e a inteligência da fé. Segundo o autor, é possível extrair elementos na filosofia de Ladrière para compreender a natureza do discurso teológico da fé, sua razoabilidade e pertinência.

     O segundo artigo – intitulado “A Liturgia como ponto culminante da Missão: uma breve leitura da Sacrosanctum Concilium 10 à luz da Evangelii Gaudium 24” – é de autoria de Diogo da Cunha Carvalho, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. O escopo do artigo é refletir sobre a declaração feita ao número 10 da Constituição sobre a Sagrada Liturgia do Concílio Vaticano de que a Liturgia é fonte e cume da vida da Igreja. Para tanto, o autor debruça-se sobre o significado das duas analogias (fonte e cume) para estabelecer uma relação entre ambas e a missão da Igreja. Em seguida, o autor analisa a reflexão magisterial do Papa Francisco e encontra, especialmente, no número 24 da Evangelii Gaudium a tese de que uma participação mais qualitativa na vida cultual está intrisecamente ligada a uma maior e melhor participação na missão cristã cotidiana.

    O terceiro artigo deste número é de autoria do mestrando Diego Willian dos Santos do Programa de Teologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Discorre sobre o “Sentir e inteligir na catequese: a transmissão da fé na interface com Xavier Zubiri”. O objetivo é perceber como a grave crise pela qual passa a modernidade afeta diretamente o processo catequético de transmissão da fé às novas gerações. Segundo o autor as categorias de sentir e inteligir, tais como as entendem o filósofo Xavier Zubiri, podem ajudar-nos a repensarmos a nossa atual prática catequética. O autor conclui que tal práxis pastoral precisa conceder mais espaço à experiência de Jesus Cristo.

    O quarto artigo é do mestre em Teologia Doaldo Ferreira Belem, do Programa da  Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Único artigo exegético, nesse volume, dedica-se ao tema “Escatologia e Messianismo em Is 8,23-9,6”. A pretensão do artigo é analisar o caráter messiânico e escatológico da referida perícope. O artigo, após acurada aplicação do método exegético histórico-crítico, apresenta o significado e a importância da relação entre escatologia e messianismo. A conclusão é afirmar que na perícope falta o aspecto futurista, mas predomina o aspecto messiânico e que não necessariamente escatologia e messianismo são conceitos “inseparáveis”.

    O quinto artigo é de autoria do doutorando Everaldo Bon Robert do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Intitulado “A pró-existência de Heinz Schürmann, o artigo objetiva apresentar uma síntese de como Schürmann concebe o conceito de pró-existência aplicado a Jesus de Nazaré, ao longo de sua produção teológica. O modo pró-existente faz com que Jesus chegue ao ápice da entrega na sua morte de cruz. Ser pró-existente constitui a mais íntima essência do seu existir. Ao mesmo tempo, a pró-existência pode apresentar-se como modo de vida também para os discípulos de Cristo, fazendo surgir um novo “eu” e uma nova sociedade marcada pelo seguimento do modo de viver de Jesus.

    O sexto artigo versa sobre “O significado da Reforma e o diálogo ecumênico hoje sob a perspectiva adventista do sétimo dia”. Ele é de autoria do doutorando Josimir Albino do Nascimento do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. A intenção do artigo é estudar o significado da Reforma Protestante para os Adventistas. Segundo o autor, os Adventistas do Sétimo Dia foram pioneiros na questão da liberdade religiosa para todas as expressões de fé. Por essa razão, é possível reconhecer o empenho desta Igreja na causa ecumênica, principalmente no campo das ações sociais junto aos desfavorecidos de nossa sociedade. 

    Apresentamos, também, uma resenha de autoria do doutorando em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná Eliseu Wisniewski sobre o livro intitulado Uma Igreja de portas abertas: nos caminhos do Papa Francisco, que é uma obra organizada por Wagner Lopes Sanches e Eulálio Figueira publicada pela editora Paulinas, em 2016.

    Agradecemos, antecipadamente, aos leitores pela caminhada desse ano e desejamos um bom aproveitamento dos textos que publicamos!

     

     

    Rio de Janeiro, 25 de julho de 2019

    Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes

  • v. 1 n. 2 (2018)

    Consolidando seu escopo, a revista Pesquisas em Teologia difunde a pesquisa teológica de autoria discente ou em co-autoria com docentes e pesquisadores relativa à Área de Ciências da Religião e Teologia da Capes. Oferecendo, desse modo, aos discentes da Área Ciências da Religião e Teologia, a possibilidade de divulgar os resultados de suas pesquisas.

    Os artigos deste segundo fascículo versam, principalmente, sobre a contribuição que os dois últimos pontífices da Igreja Católica romana deram e dão sobre alguns temas relevantes para a teologia e o estudo da religião no cenário atual.

    O primeiro artigo é da autoria da doutoranda Gislene Danielski do Programa de Teologia da PUC-Rio. Intitulado “O jovem, lócus teológico da esperança cristã, no pontificado do Papa Francisco”, o artigo pretende mostrar como, desde o início de seu pontificado, sua reflexão magisterial traz uma forte carga de esperança nas juventudes e, a consequente atenção pastoral, para com elas se faz necessária. Para tanto, duas realidades teológicas são analisadas: a reflexão sobre as juventudes produzida pelo Concílio Vaticano II e a reflexão do Papa Bergoglio. A autora conclui que o magistério eclesiástico católico tem profundo e verdadeiro interesse pelos jovens, mas precisa avançar na direção de levar aos jovens a verdadeira esperança cristã.

    O segundo artigo – intitulado: “Juventudes e Discernimento Vocacional: breve reflexão sobre o Sínodo dos Bispos na perspectiva da antropologia vocacional” – é de autoria de Elizeu da Conceição, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontificia Università Salesiana de Roma, na Itália. O escopo do artigo é refletir sobre a dimensão antropológica da vocação, entendida como provocação interior que exige respostas no cotidiano de cada jovem. Para tanto, o autor debruça-se sobre o material preparatório da Décima Quinta Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos, realizada em outubro de 2018, e que teve como tema os jovens. A partir de uma determinada compreensão vocacional, o artigo, propõe de maneira conclusiva que é necessário repensar alguns aspectos da Pastoral Juvenil, no cenário brasileiro.

    O terceiro artigo deste número é de autoria do mestrando Edevaldo Rocha do Programa de Teologia da PUCSP. Discorre sobre “O aspecto missionário das religiões na defesa da casa comum segundo a Laudato Si’”. O objetivo é perceber como a grave crise ecológica está sendo pensado pelo magistério eclesiástico católico do Papa Francisco, em sua encíclica Laudato Si’. Segundo o autor a ecoespiritualidade deve ser uma dimensão profética a ser assumida por todas as religiões. Tal práxis ecológica pode ser alcançada através de três ações: a conscientização ambiental, a educação ambiental e a preocupação com o bem comum.

    O quarto artigo é do mestrando Luís Carlos Pereira Santos da Silva do Programa de Teologia da PUC-Rio. Dedica-se ao tema “O teocentrismo da mensagem de Jesus: uma introdução ao significado do Reino de Deus no pensamento de Joseph Ratzinger”. A pretensão do artigo é identificar as bases ou pressupostos sobre os quais Joseph Ratzinger / Bento XVI reflete sobre o conceito “Reino de Deus”. O artigo, após apresentar o lugar do Reino de Deus na vida pública de Jesus e o teocentrismo da sua mensagem, apresenta o significado e a importância da expressão “Reino de Deus”, na teologia ratzingeriana. A conclusão é reafirmar a evidente preocupação que Ratzinger tem em resguardar a referência ao primado da iniciativa divina que irrompe no anúncio do Reino de Deus realizado por Jesus.

    Apresenta-se, também, uma resenha de autoria do doutorando da PUC-Rio Fábio da Silveira Siqueira sobre o livro intitulado Malachi. Historical Commentary on the Old Testament, que é uma obra de Sthephanus Daniel Snyman publicada pela editora Peeters, em 2015.

    Agradecemos aos leitores pela caminhada desse ano que se encerra e desejamos um bom aproveitamento dos textos que publicamos!

     

    Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2018

    Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes

    Editor

  • v. 1 n. 1 (2018)

    Neste ano de 2018, ao celebrar seu cinquentenário de criação, o Departamento de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro tem a alegria de apresentar seu mais novo periódico, intitulado Pesquisas em Teologia (PqTeo). Ele vem agregar-se ao primeiro periódico do Departamento Atualidade Teológica, ampliando, assim, as possibilidades de divulgação da produção intelectual dentro do campo de estudo teológico e das religiões.

    Por esta razão, o escopo da revista Pesquisas em Teologia é a difusão da pesquisa teológica de autoria discente ou em co-autoria com docentes e pesquisadores relativa à Área de Ciências da Religião e Teologia da Capes. O periódico quer oferecer, desse modo, aos discentes dos Programas de Pós-graduação da Área 44, a possibilidade de divulgar os resultados de suas pesquisas.

    As contribuições deste primeiro fascículo versam, principalmente, sobre temas que são pesquisados nas duas áreas de concentração das pesquisas do Programa de Pós-Graduação em Teologia na PUC-Rio, a saber: as áreas de teologia bíblica e de teologia sistemático-pastoral, em relação com as linhas e projetos de pesquisa desenvolvidos pelo Programa.

    O primeiro artigo é da autoria do Dr. Abimar Oliveira de Moraes e do doutorando Eduardo Antônio Calandro. Este artigo, intitulado “A Iniciação à Vida Cristã a partir de Aparecida: perspectivas catequéticas após o primeiro decênio da Conferência”, visa a apresentar algumas perspectivas catequéticas após o primeiro decênio da realização da Quinta Conferência Geral do Episcopado católico latino-americano e caribenho, no Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Aparecida/SP. Para isso, depois de analisar os quinze parágrafos do Documento de Aparecida dedicados à Iniciação Cristã, o artigo propõe que a construção desse novo paradigma pastoral passa pelo enfrentamento de três desafios educativos: 1) a consciência de um processo de maturação cristã; 2) o estado de formação permanente da comunidade cristã; e 3) a dimensão educativa da liturgia.

    O segundo artigo deste fascículo é da autoria da doutoranda Sueli da Cruz Pereira, sobre “O legado da ‘Igreja dos pobres’ para a Igreja na América Latina”. Objetivo do artigo é refletir como, a partir do Vaticano II, a atenção à construção de uma “Igreja dos pobres” permeia o debate eclesiológico e, também, as propostas pastorais da teologia católica. Para isso, a autora analisa o itinerário de revisão do papel da igreja católica percorrido pelo magistério eclesiástico católico, a partir de João XXIII, que chega à sua mais alta manifestação durante a celebração do Concílio Vaticano II. Tal itinerário permite à igreja católica que se encontra na América Latina materializar a “Igreja dos pobres” na sua opção preferencial pelos pobres e no seu empenho testemunha pela causa dos pobres.

    O terceiro artigo deste número é de autoria do mestrando Chrystiano Gomes Ferraz. Discorre sobre “A possível influência da Teologia Latino-Americana na composição da Laudato Si’”. Objetivo é perceber como o magistério eclesiástico católico, agora liderado, pela primeira vez por um sulamericano, pode estar sendo influenciado pela metodologia e reflexão produzida no contexto teológico latino-americano-caribenho. O artigo analisa os possíveis ecos em questão, a partir de três pontos característicos: 1) o método “ver-julgar-agir”; 2) a opção preferencial pelos pobres; e 3) a valorização da cultura dos povos originários, para concluir que há uma força e importância da teologia feita no Terceiro Mundo e que agora ganha destaque no pontificado do Papa Francisco.

    O quarto artigo é do doutorando Vitor Gino Finelon. Dedica-se ao tema “O ritmo do ano litúrgico e a escolha das leituras bíblicas na celebração eucarística dominical”. A pretensão do artigo é realizar uma análise da relação existente entre o ano litúrgico cristão católico e a seleção das leituras bíblicas do culto eucarístico da comunidade católica. O artigo, após apresentar alguns elementos acerca do “ritmo” do ano litúrgico e sua relação com as leituras litúrgicas dominicais, apresenta alguns critérios para a escolha das perícopes bíblicas a serem usadas no culto dominical. A conclusão é reafirmar urgente recuperação de uma teologia sacramental na qual, por um lado, as práticas celebrativas não se tornem ocasião para incentivo de uma consciência mágico-superticiosa e, por outro, que valorize a dimensão sacral do tempo vivido em perspectiva cultual-religiosa e consagrado à memória do mistério pascal de Cristo.

    O quinto artigo do fascículo é da autoria da doutoranda Jane Maria Furghestti. Nesse artigo, a autora propõe uma “Breve análise sobre a liturgia penitencial em Jl 2,12-14”. O artigo enseja analisar como a perícope descreve o contexto de uma liturgia penitencial, onde Deus convida seu povo para um retorno a Ele. O artigo após sistemática análise exegética defende que o texto profético, em questão, está inserido num contexto de dificuldades para a comunidade Judá-Jerusalém e que esta situação de calamidade pode ser revertida porque o Senhor sempre olha com solicitude paterna para Seu povo.

    O sexto artigo, também de natureza teológico-bíblica, é de autoria do doutorando Dinis Manuel Nhanga Mona. O artigo é intitulado “As múltiplas faces da bênção sacerdotal”. Segundo o autor, o artigo intenciona analisar os vários possíveis desdobramentos do verbo “abençoar” dentro do texto bíblico de Nm 6,22-27. Após algumas considerações de caráter exegético-bíblico, o autor apresenta três dimensões possíveis aplicadas ao verbo “abençoar”, no texto analisado: 1) cuidado e proteção; 2) graça do Senhor para com Seu povo; e 3) garantia de bem-estar.

    Apresenta-se, também, uma resenha de autoria do doutorando André Luiz Benedito sobre o livro intitulado La parola restituita: la ricchezza del linguaggio liturgico, que é uma obra de Loris Della Pietra publicada pela editora San Paolo, em 2017.

    Desejamos aos leitores um bom aproveitamento dos textos que publicamos e esperamos que Pesquisas em Teologia contribua com a evolução quantitativa e qualitativa da produção intelectual discente da Área Ciências da Religião e Teologia no Brasil.

     

    Rio de Janeiro, 01 de dezembro de 2018

     Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes

    Editor

1 a 3 de 3 itens