O sentido pascal da morte na perspectiva da esperança cristã no mundo contemporâneo

  • Gilmar Antônio Aguiar Província Camiliana Brasileira

Resumo

Conforme um ditado popular, “tudo que está vivo um dia morre”. Apesar disso, somos sempre impactados pela percepção da finitude humana, uma vez que a vida e a morte estão profundamente entrelaçadas. Em meio aos cenários de mortes, intolerâncias, violências e guerras, o ser humano se questiona sobre o sentido da vida. A  morte  e  o  luto  são  realidades  humanas  que  podem  ser  vividas  sob  várias perspectivas,  dentre  as  quais  destaca-se  a  cristã,  que  não  vê  um  fim,  mas  uma esperança.  A  partir  da  realidade  pastoral  de  nosso  tempo,  percebemos  desafios constantes  no  diálogo  da  teologia  com  outras  ciências  na  busca  de  responder  às inquietações  e  angústias  humanas.  As  Catequeses  do  Papa  Francisco  sobre  a Esperança cristã podem nos ajudar a refletir sobre a necessidade de uma cultura de paz e fraternidade. Para isso, precisamos “caminhar juntos”, na vivência da missão da Igreja, a qual é instrumento de consolação frente às realidades de injustiça, morte e opressão (Is 40,1-2). Portanto, a fé e a esperança na participação no Mistério Pascal de Cristo confirmam a grande certeza na Ressurreição. Nesta perspectiva, a morte do cristão não constitui uma ruptura definitiva, mas uma comunhão mais íntima e eterna com a Trindade.

Publicado
Dec 28, 2022
Como Citar
AGUIAR, Gilmar Antônio. O sentido pascal da morte na perspectiva da esperança cristã no mundo contemporâneo. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 5, n. 10, p. 340-353, dec. 2022. ISSN 2595-9409. Disponível em: <https://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/1797>. Acesso em: 04 mar. 2024. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2022v5n10p340.
Seção
Artigos em temas diversos