A Imagem da Igreja no Pós-Vaticano II:

Em busca da superação de reducionismos imagéticos parciais

  • Rodolfo Gasparini Morbiolo Instituto de Teologia São João Paulo II
  • Ney de Souza PUC-SP

Resumo

A imagem da Igreja evolui com a história. Na variedade de imagens, modelos e cenários, e na integração de elementos facilitadores do processo hermenêutico torna-se possível contemplar o rosto da Igreja de Cristo no presente da história humana. O Documento sobre a Igreja do Concílio Vaticano II privilegiou duas grandes imagens eclesiais: Povo de Deus e Corpo de Cristo. Outras imagens, como a de Esposa de Cristo, acabaram ficando em segundo plano. O artigo abaixo recupera o recorte de uma pesquisa bibliográfica de mestrado, que aprofundou o tema da Igreja Esposa na eclesiologia do Vaticano II, propondo este modelo eclesial em relação complementar aos salientados no Concílio, em vista da superação de reducionismos imagéticos. As referências bíblicas e patrísticas, presentes esparsamente nos outros documentos conciliares, reforçam a fecundidade deste paradigma. Além de uma abertura escatológica que privilegia o sonho e a esperança, legitimamente fundados na fé, a esponsalidade tem potencial de realizar na Igreja e no mundo, a unidade e a comunhão na história, pelo amor e por meio da diversidade.

Publicado
Apr 30, 2024
Como Citar
MORBIOLO, Rodolfo Gasparini; SOUZA, Ney de. A Imagem da Igreja no Pós-Vaticano II:. Pesquisas em Teologia, [S.l.], v. 7, n. 13, p. 1-16, apr. 2024. ISSN 2595-9409. Disponível em: <https://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/article/view/2053>. Acesso em: 27 may 2024. doi: http://dx.doi.org/10.46859/PUCRio.Acad.PqTeo.2595-9409.2024v7n13a01.
Seção
Artigos do dossiê