Geografia da Educação: o diagnóstico socioespacial como mecanismo para um ambiente de aprendizagem responsável

  • Alessandra Marques de Lira Secretaria de Estado de Educação e Desportos do Amazonas

Resumo

As contribuições da Geografia no ambiente escolar superam o processo de ensino-aprendizagem, dentro da sala de aula, pois os fenômenos socioespaciais por ela interpretados têm a capacidade de fundamentar e orientar transformações no ambiente escolar. Resultado de uma experiência de Estágio Supervisionado, realizada em 2018, na cidade de Manaus (AM), este artigo, de natureza teórico prática, propõe-se evidenciar como a realização de um diagnóstico socioespacial personalizado, com a colaboração dos professores de Geografia, pode auxiliar a construção de um ambiente de aprendizagem responsável. À luz da geografia crítica e da pedagogia libertária, tem como procedimentos metodológicos o levantamento bibliográfico, bases de dados como Prova Brasil, a observação direta e a coleta de dados quantitativos e qualitativos. Primeiramente, apresentaremos o diagnóstico socioespacial, contendo os aspectos geográficos que compõe o ambiente da escola selecionada, para, posteriormente, descrever práticas pedagógicas viabilizadas por este mecanismo de apreensão crítica da realidade. Por fim, discutiremos os dados, práticas e fatos observados, apresentando em que mediada este mecanismo pode ser utilizado para a produção de um planejamento pedagógico que atenda às necessidades da comunidade e dos estudantes em vulnerabilidade social.


Palavras-chave: Diagnóstico Socioespacial, Geografia, Educação


Abstract


The contributions of Geography in the school environment go beyond the teaching-learning process within the classroom, as the socio-spatial phenomena it interprets can support and guide transformations in the school environment. The result of a Supervised Internship experience, carried out in 2018, in the city of Manaus (AM), this article, of a practical theoretical nature, aims to show how the realization of a personalized socio-spatial diagnosis, with the collaboration of Geography teachers, can help build a responsible learning environment. In the light of Critical Geography and Liberation Pedagogy, its methodological procedures are bibliographic research, datebases such as Prova Brasil, direct observation and the collection of quantitative and qualitative data. First, we will present the socio-spatial diagnosis, containing the geographic aspects that make up the environment of the selected school, to later describe pedagogical practices made possible by this mechanism for critically apprehending reality. Finally, we will discuss the observed data, practices and facts, showing in what mediated this mechanism can be used to produce a pedagogical plan that meets the needs of the community and students in social vulnerability. 


Key words: Sociospatial Diagnosis, Geography, Education

Publicado
Oct 26, 2021
Como Citar
DE LIRA, Alessandra Marques. Geografia da Educação: o diagnóstico socioespacial como mecanismo para um ambiente de aprendizagem responsável. Revista Educação Geográfica em Foco, [S.l.], v. 5, n. 10, oct. 2021. ISSN 2526-6276. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaeducacaogeograficaemfoco/article/view/1503>. Acesso em: 18 jan. 2022.