MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS NA TERCEIRA IDADE: O CASO DE UM NÚCLEO DE ESTUDOS DE SANTA CATARINA

Resumo

As transformações tecnológicas impactam a sociedade de forma significativa e disruptiva nas áreas sociais e comportamentais. Considerando tal evolução, este estudo objetiva apontar as dificuldades na utilização das mídias sociais e digitais por idosos. O público-alvo é constituído por participantes do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), vinculado à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Realizou-se uma pesquisa qualitativa caracterizada como descritiva, e os instrumentos de coleta de dados foram entrevistas semiestruturadas, seguidas por uma revisão integrativa da literatura e aplicação de questionário. Os resultados demonstraram que os idosos usam as mídias sociais e digitais na interação com amigos e familiares, no entanto, existem desafios a serem superados. A partir destes resultados foi ofertado um curso de 30 horas de boas práticas no uso das redes sociais aos estudantes do NETI na modalidade híbrida. Além das aulas presenciais, disponibilizou-se atividades complementares via grupo do WhatsApp. Ao término do curso foi aplicado um questionário a fim de obter o feedback dos estudantes e, a partir destes dados, foi oferecido um manual contendo os procedimentos básicos do uso das mídias digitais. Este grupo no WhatsApp permanece ativo com o intuito de dar continuidade na troca de experiências e fortalecimento da rede.

Publicado
Jun 30, 2021
Como Citar
TECHIO, Leila Regina et al. MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS NA TERCEIRA IDADE: O CASO DE UM NÚCLEO DE ESTUDOS DE SANTA CATARINA. Ergodesign &amp; HCI, [S.l.], v. 9, n. 1, p. 82-98, june 2021. ISSN 2317-8876. Disponível em: <http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaergodesign-hci/article/view/1536>. Acesso em: 12 aug. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.22570/ergodesignhci.v9i1.1536.