Dignidade Re-Vista é um periódico acadêmico com publicação semestral, revisado por pares, editado pela Pastoral Universitária da PUC-Rio, criado no primeiro semestre de 2016 com o objetivo de publicar artigos originais que apresentem resultados relevantes de pesquisas e estudos realizados por profissionais e discentes da academia brasileira e internacional, propiciando debate crítico e interdisciplinar entre autores e leitores sobre Direitos Humanos e valores éticos, humanos e cristãos.

Cada edição possui uma temática específica. Os temas foram: “Direitos Humanos”, “Relações Trabalhistas e os Direitos Humanos”, “Da natureza à justiça social: desafios socioambientais”, “Pluralismo Cultural e Religioso” e “Olhares Universitários sobre a Laudato Si´”. A partir da sexta edição (segundo semestre de 2018), a revista contará com duas sessões, uma temática com edital especificando e delimitando o tema e a outra sessão aberta a assuntos sobre a temática geral da revista: Direitos Humanos e valores éticos, humanos e cristãos.

PERIODICIDADE

A Dignidade Re-Vista é uma publicação semestral.

PÚBLICO-ALVO

Estudantes de graduação e pós-graduação, professores e pesquisadores das mais diversas áreas do conhecimento, desde que apresentem interdisciplinaridade com os Direitos Humanos.

MISSÃO

Dignidade Re-Vista tem como missão ser um veículo de difusão científica e cultural através da publicação de trabalhos científicos originais e inéditos que contribuam para o desenvolvimento da pesquisa e do pensamento crítico sobre os Direitos Humanos. A difusão desta temática tem como objetivo contribuir para a formação acadêmica através dos valores éticos, humanos e cristãos.

Este periódico, por ser uma publicação exclusivamente no meio digital, pretende ser um veículo que estimule o intercâmbio de ideias entre pesquisadores de diferentes nacionalidades com a finalidade de aproximar e disseminar com rapidez a produção acadêmica em nível internacional. Para tanto serão aceitos artigos em inglês e espanhol, além de português. 

A ampla variedade de linhas e temas de pesquisa existentes atualmente em Direitos Humanos podem ser contempladas neste periódico, que também abre espaço para publicações de estudos teóricos de qualquer área do conhecimento nas quais autores possam buscar sua fundamentação teórica e inspiração, contanto que sigam os critérios do edital.

PROCESSO DE AVALIAÇÃO POR PARES

Os artigos submetidos são avaliados, primeiramente, pelo Editor Geral quanto à formatação, às regras do edital e ao compromisso ético do autor. Realiza-se uma pesquisa do artigo em programas de combate ao plágio a fim de averiguar a autenticidade e originalidade do texto seguindo também as diretrizes do Committee on Publication Ethics (COPE). Reconhecendo-se ato de plágio o artigo é negado. Em caso de artigos que não estejam de acordo com o edital, o autor terá o prazo de uma semana para revisar e reenviar.

Na segunda etapa de avaliação, o artigo é distribuído a pareceristas respeitando a adequação entre o tema tratado e a área de conhecimento do especialista. Todos os textos são submetidos à avaliação de, no mínimo, dois pareceristas e todo o processo da revista é realizado em Double Blind Review, neste sistema os arquivos são avaliados sem a identificação de autoria. No caso de divergência entre os avaliadores sobre a pertinência ou não da publicação, o artigo é enviado a um terceiro parecerista. Os critérios para a avaliação dos artigos levam em conta adequação às normas da revista (escopo e edital), relevância do tema, fundamentação teórica e bibliografia, redação e organização do texto, adequação da bibliografia, estruturação e desenvolvimento teórico, metodologia utilizada, conclusões e contribuição oferecida para o conhecimento da área. O artigo que for submetido à sessão temática será avaliado também segundo seu conteúdo de acordo com o tema do edital. Os pareceristas terão quatro semanas a contar da data do aceite da revisão para enviar os artigos revisados ao editor responsável, cabendo a este encaminhar os artigos com necessidades de correções aos respectivos autores.

No caso de solicitação de alterações, o autor terá o prazo de uma semana para devolver o artigo revisado que poderá ser reencaminhado para nova avaliação. Alterações ortográficas e gramaticais do artigo aprovado para publicação serão realizadas pela Equipe de Revisão Textual, por um prazo médio de três semanas. Não serão admitidos acréscimos ou modificações após aprovação da revisão final. Os artigos ficam então disponíveis para publicação conforme critério do Conselho Editorial.

A Equipe de Revisores se constitui por profissionais especializados em temas correlatos aos Direitos Humanos e que compactuam com os valores ético, humanos e cristãos. Considera-se também como critério para recrutamento de avaliadores a concordância com o incentivo à escrita acadêmica de estudantes de graduação.

POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Os nomes e endereços informados na Dignidade Re-Vista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

POLÍTICA DE ÉTICA

Princípios éticos e boas práticas 

Este periódico tem um compromisso com a ética e a qualidade das publicações. Defendemos um comportamento ético de todas as partes envolvidas na publicação em nosso periódico: autores, editor, pareceristas e editoria da Dignidade Re-Vista. Não aceitamos plágio ou qualquer outro comportamento antiético. Nossos artigos são avaliados por pares para garantir a qualidade da publicação científica.

Deveres do Editor:

  • Decisão de publicação: o editor é responsável por decidir quais artigos submetidos à revista devem ser publicados. O editor é guiado pelas políticas decididas pelo Conselho Editorial, pelo Comitê Científico e pela Editoria de Periódicos Científicos. Essas políticas devem obedecer às exigências legais em vigor sobre difamação, violação de direitos autorais e plágio. Para tomada de decisões, o editor pode consultar o Conselho Editorial.
  • Transparência e respeito: o editor deve avaliar o material submetido sem levar em conta etnia, sexo, orientação sexual, crença religiosa, nacionalidade ou filosofia política dos autores.
  • Confidencialidade: o editor e demais membros da equipe editorial não devem divulgar qualquer informação sobre um ,material submetido, a não ser aos pareceristas e ao Conselho Editorial.
  • Divulgação e conflitos de interesse: o editor não deve utilizar materiais inéditos divulgados em um documento submetido em pesquisas próprias sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O editor deve recusar avaliar os materiais em que haja conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou (possivelmente) instituições ligadas aos textos.
  • Envolvimento e cooperação em investigações: o editor deve tomar medidas necessárias cabíveis quando forem apresentadas reclamações éticas a respeito de um material submetido ou artigo publicado.
  • Ineditismo: cabe ao editor excluir quaisquer artigos já publicados anteriormente pelo mesmo autor.

Deveres dos Pareceristas:

  • Contribuição para as decisões editoriais: a revisão dos pareceristas auxilia o editor na tomada de decisões editoriais e por meio das comunicações com o autor também pode auxiliá-lo na melhora do artigo.
  • Pontualidade: qualquer avaliador de artigo que não se sinta qualificado para analisar o material ou saiba que a sua imediata leitura será impossível deve notificar imediatamente o editor.
  • Confidencialidade: os trabalhos recebidos para análise devem ser tratados como documentos confidenciais. Não devem ser mostrados ou discutidos com outros, nem divulgados antes de sua publicação.
  • Padrões de objetividade: os pareceres devem ser conduzidos de forma objetiva. Os pareceristas devem expressar seus pontos de vista de maneira clara e apoiados em argumentos.
  • Plágio / ineditismo / originalidade: o parecerista deve chamar a atenção do editor sobre qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o texto em questão e qualquer outro artigo publicado de que tenha conhecimento pessoal.
  • Divulgação e conflito de interesses: informações privilegiadas ou ideias obtidas pelo parecerista por meio da leitura dos textos devem ser mantidas em sigilo e não devem utilizadas para proveito pessoal. O parecerista não deve avaliar materiais em que haja conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos textos.

Deveres dos Autores:

  • Originalidade e plágio: os autores devem garantir que as obras são inteiramente originais e se houver utilização do trabalho e/ou textos de outros autores que isso seja devidamente citado. Plágio em todas as suas formas constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável.
  • Publicação múltipla, redundante e simultânea: um autor não deve publicar textos que descrevam essencialmente a mesma pesquisa em mais de um periódico. Enviar o mesmo texto para mais de uma revista ao mesmo tempo e/ou publicar o mesmo artigo em mais de um periódico constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável.
  • Sobre as fontes: o trabalho de outros autores deve sempre ser reconhecido. Os autores devem citar as publicações que foram importantes na determinação da natureza do trabalho relatado. As informações obtidas em particular, como em uma conversa, correspondência, ou discussão com terceiros, não devem ser utilizadas ou relatadas sem a permissão explícita por escrito da fonte.
  • Autoria: a autoria do trabalho deve ser restrita àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Pessoas que participaram em certos aspectos do projeto de pesquisa e/ou do artigo submetido devem ser listadas como colaboradores, em nota de rodapé. Todos os autores e coautores devem estar cientes e em concordância com a submissão do trabalho.
  • Divulgação e conflitos de interesses: todos os autores devem divulgar no texto qualquer conflito financeiro ou de outra natureza que possa influenciar os resultados ou a interpretação de seu material. Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser divulgadas.
  • Erros fundamentais em trabalhos publicados: quando um autor descobre um erro significativo ou imprecisão em seu trabalho publicado, é sua obrigação informar imediatamente o editor da revista e cooperar para corrigir o artigo.

ARQUIVAMENTO

A Dignidade Re-Vista utiliza o sistema LOCKSS/CLOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

LOCKSS

O sistema LOCKSS (Lots of Copies Keep Stuff Safe - Muitas Cópias Mantém as Coisas Seguras) para assegurar arquivamento seguro e permanente do cache da sua revista, é suportado pelo OJS. LOCKSS é um software livre desenvolvido pela Biblioteca da Universidade de Stanford, que permite preservar revistas online escolhidas ao sondar as páginas das mesmas por conteúdo recém publicado e arquivando-o. Cada arquivo é continuamente validado contra cópias de outras bibliotecas. Caso o conteúdo esteja corrompido ou perdido, as cópias são usadas para restauração.

CLOCKSS

Open Journal Systems também suporta a CLOCKSS (Controlled Lots of Copies Keep Stuff Safe) do sistema para garantir um arquivo seguro e permanente para a revista. CLOCKSS é baseado no software open source LOCKSS desenvolvido na Biblioteca da Universidade de Stanford que permite que bibliotecas preservem revistas selecionadas regularmente registadas. Cada arquivo é continuamente validado contra outros registros da biblioteca, e se o conteúdo for caracterizado como corrompido ou perdido, os outros registros ou a revista são usados para restaurá-lo.

POLÍTICAS DE TAXAS (ACPs)

A Dignidade Re-Vista não cobra nenhuma taxa para submissão, avaliação ou publicação de artigos. É gratuita também na divulgação do seu conteúdo. (APCs - article processing charges).

PADRÃO DE NORMATIZAÇÃO ADOTADO PELA REVISTA

ABNT. 

O ISSN da revista foi registrado sob o número ISSN 2525-698X

 

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Internacional Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 .This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License